BLOG

A casa flutuante

  • 21 de setembro de 2012
  • 18h09


Por Casa e Jardim Online

Em cidades cortadas por rios e canais, como Amsterdã, capital da Holanda, uma opção, para muitos prazerosa, é trocar a terra firme pela água. O escritório +31 Architects sempre recebia pedidos de casas flutuantes, mas não queria fazer nada que parecesse com um barco ou com uma moradia temporária. Eles criaram, então, um projeto com traços de design, que usa muita luz natural e cheio de boas sacadas para o aproveitamento do espaço.

Toda a lateral da casa é de grandes janelas de vidro, o que dá aos moradores uma bela vista do rio Amstel. Se eles precisarem de privacidade, basta fechar as cortinas, que ainda permitem a entrada de um pouco de luz. Na decoração, cores neutras e peças de design, como as cadeiras de Charles Eames e de Frank O. Ghery. Há ainda um pequeno terraço sobre a cozinha, que tem o teto mais baixo que a sala.

Como a vila onde a casa está instalada impõe limites de altura aos barcos, a área íntima foi parar debaixo d’água. Casa e Jardim explica: sem poder criar um segundo andar, os arquitetos apostaram em um porão, onde fica a suíte principal e um quarto de hóspedes. Para que a luz natural chegue lá embaixo, foi deixado um grande vão entre os andares. Em uma das extremidades do subsolo, tem até uma janela no teto, que dá para a saída da lareira da sala. Assim, o quarto recebe luminosidade, sem ocupar espaço no andar de cima.